Vídeo institucional barato: é possível? – Produtora de Vídeo

Vídeo institucional barato: é possível?

Que tal apresentar seu produto de forma realista e prática?
5 de junho de 2015
7 dicas para não errar na produção de vídeo
20 de junho de 2015

O vídeo institucional se tornou algo imprescindível para as empresas porque ele é muito efetivo, inclusive já falamos sobre como ter retorno financeiro com vídeo institucional e elencamos algumas dicas poderosas. Mas o que mais pega é o preço. A busca incessante pelos preços baixos tira o sono das equipes de marketing. Não é fácil encontrar uma produtora de qualidade com preço abaixo do aplicado em mercado, e nem deveria, afinal, todos têm seus custos e necessidades básicas e os preços são para custear tudo isso. Agora, convenhamos que “barato” é algo relativo, por isso é importante você conhecer a realidade do mercado de onde pretende contratar o serviço para então definir o seu budget.

Quanto seria um valor justo para um vídeo institucional?

As técnicas variam e seus valores são compatíveis com elas, por isso pode haver uma discrepância de orçamentos, então não julgue se não conhecer bem o mercado de vídeo. No nosso mercado os valores giram em torno de 3 a 5 mil reais por minuto de vídeo, claro que isso varia conforme cada projeto, por que por vezes dependendo da técnica a duração do vídeo nem influenciará no valor. Não esqueça de fazer a relação custo X benefício, se você contratar uma produtora de boa qualidade, seu vídeo institucional será usado por mais tempo, algo em torno de 4 a 6 anos, por outro lado, se você escolher somente por preço, pode usar seu vídeo por um tempo bem inferior.

E quais são as técnicas que posso usar no meu vídeo institucional?

Quando falamos em técnica de vídeo temos algumas possibilidades mais conhecidas:

Animação 2D ou motion design: totalmente computadorizado, são vídeos de desenhos, fotos, imagens gráficas ou letras/textos, tudo em duas dimensões, ou seja, não tem profundidade e não tem “verso”, a imagem só pode ficar de frente, ela não pode rotacionar sobre o seu eixo. Seu tempo de execução é considerado mais rápido, dependendo do caso.

Animação 3D: é um vídeo com os elementos em 3D animados por controladores virtuais. Tem um processo mais demorado e os projetos são bem mais pesados que os de 2D. Aqui é tudo em uma realidade virtual, por isso, os elementos podem ser vistos sobre qualquer ângulo e rotacionados sem problemas.

Captação de imagem: é quando alguém filma algo com uma câmera, são vídeos de cenas reais captadas em cenários reais ou estúdios. Quanto maior o tempo de duração e diferentes cenários, mais demorado o processo.

Mas, como ter um vídeo institucional barato?

1º Escolha da técnica:

Você pode conseguir um vídeo institucional mais barato começando por escolher uma técnica mais barata. Agora que você já conhece as mais comuns, o primeiro passo seria escolher a mais simples delas que é a animação 2D que pode ser também chamada de Motion Design dependendo do caso. Muitos acreditam que para um vídeo institucional ser de verdade precisa de captação, mas não, é possível falar de sua empresa e contar sua história com imagens em 2D também, podem ser fotos e ilustrações desenvolvidos e organizados por um designer. Terá um resultado tão bom quanto o do vídeo captado.

2º Quem faz o roteiro:

Fazer o roteiro por conta pode parecer que vai baratear o seu custo, mas pra quem não sabe fazer é algo muito difícil e corre o risco de seguir uma linha muito comum, aquela que todo mundo já fez ou já viu. Então contrate alguém para roteirizar, é importante. Peça que incluam no seu orçamento e você terá um vídeo diferente dos demais, algo fora do comum, isso é o que faz a diferença no meio de tantos outros vídeos na rede.

3° A arte:

Não peça que seu sobrinho crie as ilustrações e artes do seu vídeo para sua empresa. Contrate um designer, com experiência em vídeo, que tenha bom gosto e combine o perfil dele com o seu. Ele e o roteirista farão toda a diferença. Ele fará o papel de diretor de imagem, e tudo ficará mais agradável, bonito e convidativo levando seu cliente/público assistir até o final.

4º Sobre o áudio e a trilha:

Escolha por uma trilha pesquisada, ou seja, uma trilha já existente que não é feita exclusivamente para o seu vídeo, isso deixa seu orçamento mais barato.

Já que estamos falando do som, não se esqueça do áudio, para baratear peça as vozes oficiais da produtora e escolha a que melhor se encaixa para o seu vídeo, não faça o processo inverso, o de pensar no tipo de voz e pedir que seja como aquela, porque trazer um locutor de fora pode custar mais caro.

5º Duração do vídeo:

Faça um vídeo curto, vídeos extensos custam mais e podem se tornar cansativos, dispersando o seu público/cliente antes do encerramento dele. Com 1 minuto e meio é possível fazer, falar e mostrar muita coisa. Acredite!

6º A produtora de vídeo:

E por último, talvez o item mais importante, escolha uma produtora com expertise em animação 2D/motion design, isso fará uma grande diferença, você obterá um vídeo mais moderno, seguindo as últimas tendências e com maior agilidade. E o preço dele será melhor do que com quem não sabe fazer.

Conseguiu entender os meios para fazer uma produção de vídeo mais acessível ao seu bolso?

Se estiver afim de produzir o seu vídeo fale com a gente da Bucket Effects, produtora de vídeo de Joinville, com sede em São Paulo e Belo Horizonte. Atendemos qualquer técnica de vídeo e podemos te auxiliar para a escolha da que se encaixe melhor para o seu caso.

Até mais!

2 Comentários

  1. Fred disse:

    Trabalhamos com impressoras de alta tecnologia para impressão de exames. Trabalhamos com marcas líderes de mercado tais como XEROX e OKIDATA, equipamentos modernos e de última geração, disponibilizamos de acordo com a necessidade do cliente.

    Procuramos fazer um vídeo no formato de animação em torno de 60s. Abaixo segue uma idéia: https://youtu.be/tkQc8HUfLts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *